23 de abril de 2024

5 tipos de reforma que não exigem “quebradeira”

Confira as dicas e renove sua casa sem dor de cabeça

Quer aproveitar 2023 para dar um up na sua casa, mas sem fazer muito quebra-quebra? Fique tranquilo, existem alguns tipos de reformas que vão deixar o cômodo com aspecto de novo, mas sem causar grandes intervenções. Muitas vezes renovar o piso, pintar as paredes ou até mesmo revitalizar os móveis já dão uma grande diferença.

Se o desejo é restaurar o cômodo ou a casa inteira, dando mais personalidade e uma carinha nova, mas sem fazer uma reforma muito radical, existem algumas dicas que podem ajudar nesse momento. Mas é preciso ficar atento em todos os detalhes para não ter nenhum problema lá na frente.

Antes de começar a reformar, pense no perfil estrutural da casa, no que pretende mudar e o que pode ser feito sem causar danos. Uma vez feita essa revisão, é só começar a planejar, comprar os materiais e colocar as mãos à obra. 

1. Renovando o piso

Uma das formas mais simples e práticas de deixar o ambiente com um visual novo, sem causar grandes intervenções, é trocando o piso do local. Dependendo do material que havia anteriormente e do que deseja colocar, dá para fazer um projeto como esse em apenas alguns dias, sem muita sujeira ou quebradeira.

É possível, inclusive, modificar todo o piso sem retirar o antigo. Para isso, é preciso utilizar revestimentos que, de alguma maneira, escondam o original. Assim, evita-se o trabalho dobrado e ainda garante praticidade e mais facilidade na obra.

2. Paredes

Mudar as paredes dá outra cara ao ambiente, muitas vezes deixando com um aspecto totalmente diferente do que era antes. Além de investir em pinturas, existem outras técnicas que não fazem muita bagunça e deixam o local muito bonito.

Aplicar revestimentos pode ser uma ótima opção. Eles são mais fáceis de serem colocados, além de terem pouca intervenção, porque podem ser aplicados por cima de outros. Existem diversos tipos que imitam tijolos ou gesso e garantem ao ambiente texturas e cores totalmente diferentes e elegantes.

3. Integrar ambientes

Que tal reformar um cômodo integrando-o totalmente a outro? Essa é uma das tendências no universo das reformas e é uma excelente opção para otimizar espaço, além de aumentar a incidência de luz, correntes de ar e dar mais liberdade para a circulação de pessoas.

Apesar de parecer algo que vá gerar muito quebra-quebra, a integração de ambientes é mais simples do que parece e pode ser feita de maneira rápida e prática, desde que haja um profissional qualificado da área envolvido no processo.

4. Reaproveitando móveis

Uma reforma de verdade merece móveis com cara de novos para dar aquele “tcham” final. Mas nem sempre é preciso comprar itens novos para isso. É possível reformar móveis antigos, que darão outra vida para o ambiente. 

Uma penteadeira velha, por exemplo, pode ser lixada e pintada, para que pareça que acabou de vir da loja. O sofá pode ser forrado de outra cor e com outro tecido, para dar um toque diferente à sala. E ainda, dá para envernizar aquela mesa de madeira antiga ou trocar o tampo por um de vidro, trazendo à sala de jantar uma aparência totalmente diferente. 

5. Foco nos detalhes

Não adianta fazer uma reforma sem pensar nos detalhes finais. Muitas vezes, eles farão mais diferença do que os itens grandes. Por isso, pense na decoração, troque a roupa de cama ou as almofadas, renove os utensílios de cozinha e os objetos da sala. 

Faça uma decoração que combine entre si e com os demais itens do cômodo, como a nova cor das paredes e o piso recém-instalado. Dessa forma, a renovação do ambiente será completa, sem que haja muita bagunça ou quebradeira no local.