7 de dezembro de 2022

5 vantagens do e-commerce para seu negócio

O e-commerce, também conhecido como comércio eletrônico, é uma modalidade de negócios que se refere às vendas de produtos e serviços na internet.

Ou seja, diz respeito aos produtos e serviços que são comercializados por uma única empresa, que pode ser um fabricante ou revendedor, utilizando uma plataforma própria.

Quem trabalha com marketing, publicidade e propaganda e afins, já está familiarizado com esse termo, bem como esse modelo de negócios, e esses profissionais precisam estar atentos a tudo o que acontece no mercado.

A mesma situação se aplica aos empreendedores que já possuem uma loja física, mas que querem expandir seus ganhos, ou então aqueles que ainda sonham em abrir o próprio negócio.

Uma das maiores tendências são as relações de compra e venda pela internet, e cada vez mais consumidores preferem comprar produtos e serviços dessa maneira.

Essa opção é mais segura, tranquila e confortável, depois a pessoa pode escolher entre as diversas opções de pagamento e ainda recebe as mercadorias no conforto de seu lar.

Neste artigo, vamos explicar o que é e-commerce, quais são os tipos existentes hoje e mostrar algumas vantagens desse modelo de negócios para a sua empresa. Confira!

Qual é o conceito de e-commerce?

Conforme abordamos no início, e-commerce é um modelo de negócios em que todo o processo de compra e venda acontece na internet. Ou seja, todas as transações comerciais são feitas por meio das ferramentas online.

Analisando por esse lado, fica claro que o e-commerce envolve muito mais do que apenas criar um site e começar a vender. Na verdade, trata-se de um tipo de empreendimento que se diferencia pela estrutura de funcionamento.

Por exemplo, uma plataforma de comércio eletrônico que vende albumina em pó, dentre outros produtos do tipo, é altamente relacionada ao digital.

Lembre-se de que o e-commerce digitaliza dois processos muito importantes dentro de uma empresa, que é a venda e o atendimento ao cliente. Ao fazer isso, também consegue automatizar outros, como:

  • Marketing;
  • Pagamentos;
  • Controle de estoque;
  • Finanças.

É um tipo de negócio que facilita e agiliza o trabalho de gestão de muitas maneiras e tem como efeito um maior peso estratégico em relação à logística.

Conheça os tipos de e-commerce

Caso ainda não saiba, existem diferentes tipos de e-commerce, e para compreender um pouco cada um deles, vamos explorar suas características. São elas:

E-commerce B2B (Business to Business)

Um e-commerce B2B é aquele que atende outras empresas, sendo clientes que costumam solicitar um grande volume de itens. Por essa razão, esse tipo de plataforma pode exigir uma quantidade mínima de produtos ou um valor mínimo de pedidos.

Se um fabricante de etiqueta adesiva bolinha tem como clientes outras empresas, possui uma exigência muito maior em relação a prazos de entrega e valor de frete.

Para funcionar, esse tipo de e-commerce precisa de uma boa capacidade de estoque, além de um departamento logístico competente e investimento com taxas de entrega com valores competitivos.

E-commerce B2C (Business to Customer)

Este é o tipo mais comum de e-commerce, pois são lojas que vendem produtos para pessoas físicas, ou seja, para os consumidores finais.

Esses sites precisam ter muito cuidado com as informações e as imagens de seus itens de venda, visto que é com esses recursos que vão explicar para o cliente sobre os produtos, suas utilidades e benefícios.

Esse tipo de comércio eletrônico enfrenta um mercado muito competitivo, e dependendo do nicho em que ele atua, a margem de lucro pode ser muito baixa, principalmente levando em conta aspectos como a logística e a precificação.

Mesmo que o empreendedor não precise de uma loja física para que esse tipo de e-commerce funcione, é necessário ter em mente que estabelecimentos do varejo podem ser um canal adicional para os clientes.

Ao contrário de um e-commerce B2B do fabricante de brinde promocional para escritório que vai enviar os produtos para o cliente, o B2C pode oferecer a opção de comprar pelo site e retirar na loja física.

Existem muitas empresas famosas que trabalham dessa forma, o que aumenta o lucro e conquista uma quantidade maior de clientes.

E-commerce C2C (Customer to Customer)

Uma plataforma e-commerce desse tipo é aquela em que os consumidores podem vender para outros consumidores. São sites que permitem a divulgação dos produtos e que fazem a mediação das transações em troca de uma taxa.

Esses espaços também são conhecidos como marketplaces, e os usuários podem vender uma grande quantidade de produtos, que costumam ser artigos usados e criações próprias, como:

  • Artesanato;
  • Roupas;
  • Doces;
  • Objetos de decoração.

Existem muitas plataformas desse tipo espalhadas na internet, e por lá o consumidor encontra de tudo, até mesmo serviços ou soluções como divisória acústica escritório.

E-commerce C2B (Consumer to Business)

Também existem plataformas que promovem a troca de bens entre pessoa física e pessoa jurídica. Essa modalidade é relativamente nova e inverte a maneira como a negociação de produtos e serviços costuma acontecer.

Por exemplo, uma pessoa publica na plataforma seus requisitos e as condições necessárias para fazer uma viagem de férias.

As agências de turismo encontram essa solicitação e fazem ofertas ao interessado que sejam compatíveis com suas necessidades.

Benefícios do e-commerce para os negócios

Sabendo quais são os principais tipos de e-commerce, chegou o momento de conhecer quais as principais vantagens que esse tipo de loja virtual é capaz de trazer para os negócios. E dentre as que mais se destacam, estão:

1.    Fácil integração com outros canais

Os empreendimentos digitais permitem integrar as estratégias e canais de venda, de maneira a garantir uma experiência ainda mais customizada para o consumidor.

Por exemplo, uma loja de bateria 100 pode integrar sua plataforma com outros canais de vendas, como as redes sociais, WhatsApp Business, Instagram Shopping, entre outras possibilidades.

Lembrando que, para que a experiência do cliente seja 100% positiva, a companhia deve investir em um planejamento omnichannel, de modo a padronizar a qualidade do atendimento, independentemente do canal que o cliente utiliza para falar com ela.

2.    Diferentes opções de pagamento

Uma das principais características do e-commerce também é uma de suas maiores vantagens. Ao comprar no comércio eletrônico, o consumidor pode pagar suas compras de várias maneiras.

É possível integrar a loja virtual há vários sistemas de pagamento, como cartão de crédito, boleto bancário, cartão de débito, depósito bancário e transferências, além do PIX.

O cliente que se depara com várias possibilidades de pagamento fica mais animado com a compra, o que aumenta as chances de vendas para o negócio.

3.    Supera os limites geográficos

É possível comprar porta automática comercial ou diversos tipos de produtos na internet de qualquer lugar do mundo.

Criar uma plataforma e-commerce é vantajoso para o seu negócio porque reduz os limites geográficos. Em outras palavras, você pode vender para qualquer pessoa do mundo, desde que possa exportar as mercadorias.

Seus produtos vão alcançar um público maior e se aproximar de potenciais clientes, que simplesmente não conheciam a sua marca antes.

Só que para aumentar as chances de vendas e divulgar sua plataforma, é muito importante investir em estratégias de marketing para aumentar o número de visitas no site.

4.    Custos reduzidos

Um e-commerce gera menos gastos do que uma loja física, que precisa de uma estrutura mais complexa para funcionar.

Na internet, por sua vez, uma plataforma que vende bobina de relógio de ponto não precisa pagar aluguel, contas de água, luz e internet, salários de funcionários, impostos, dentre outras necessidades.

Muitos proprietários de lojas físicas que estão sofrendo com a crise atual passaram a investir no e-commerce e estão muito satisfeitos com os resultados.

Obviamente, existem alguns custos envolvidos, como no caso da hospedagem da loja e das estratégias de marketing digital. Mas nada se compara aos investimentos necessários para sustentar uma loja física.

5.    Funcionamento 24 x 7

Por fim, as plataformas e-commerce não têm horário para abrir ou fechar, como no caso das lojas físicas. Seu cliente pode comprar a qualquer hora do dia ou da noite, todos os dias do ano, inclusive feriados e finais de semana.

Trocando em miúdos, isso significa que uma plataforma que vende acessórios bicicleta pode lucrar a qualquer momento e não precisa se preocupar com o horário de funcionamento.

Considerações finais

As plataformas e-commerce são o futuro da relação de compra e venda, e estima-se que muito em breve vão substituir as compras presenciais.

Investir nesse tipo de negócio é acompanhar as tendências do mercado e as mudanças no comportamento do consumidor.

Mesmo para quem já tem um estabelecimento físico, o e-commerce é um investimento necessário, que vai trazer muitas mudanças e vantagens para a sua marca, sem que para isso seja necessário gastar rios de dinheiro.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.