5 de julho de 2022

Como descobrir a persona ideal?

A persona é uma criação semi-fictícia que representa as características do cliente ideal de uma marca. Para reunir esses aspectos, é necessário avaliar o comportamento de clientes reais, além de outras informações importantes.

Assim, depois que a persona é criada, todas as estratégias de marketing digital serão direcionadas a ela.

Toda empresa precisa saber quem quer alcançar, para quem produz seus conteúdos, com quem se comunicar, quem deseja educar e o perfil de pessoa que quer converter. Ou seja, para isso, é necessário ter um perfil de cliente ideal.

Para que uma estratégia de marketing traga bons resultados, ela precisa ser direcionada aos clientes. Só que é muito difícil produzir uma publicação de blog ou até mesmo mudar o layout do site se a marca não sabe quem é seu público.

A persona ajuda nesse sentido e colabora, inclusive, com as estratégias de vendas. Isso porque se o vendedor sabe com quem ele está falando, terá muito mais facilidade para vender o produto ou serviço.

Em linhas gerais, tudo o que a empresa faz é para a persona. Por isso, neste artigo, vamos explicar seu conceito, sua importância, além de dar algumas dicas para construí-la. Confira!

Afinal, o que é persona?

Chamamos de persona um personagem semi-fictício que reúne dados e comportamentos reais para representar o perfil de cliente ideal de uma empresa.

Também conhecido como buyer persona, passa a orientar a criação de conteúdos e outras estratégias de marketing digital.

Ao elaborar a persona, o propósito da empresa é reunir as características dos clientes, e a partir disso, investir em estratégias que combinem com o seu público e que atendam suas necessidades.

Qualquer empresa, como uma escola que oferece curso de micropigmentação labial, ao criar seu perfil semi-fictício, precisa levantar as seguintes informações:

  • Quem são os clientes;
  • Com o que trabalham;
  • O que fazem durante o dia;
  • Quais são suas necessidades;
  • Como se informam.

Se a organização tem uma pessoa em mente, fica muito mais fácil atender às necessidades e responder às dúvidas dela, e uma vez que isso acontece, também é mais simples resolver questões complexas e melhorar a interação.

Hoje em dia, por conta do Inbound Marketing e do Marketing de Conteúdo, elaborar a persona se tornou algo ainda mais importante, sendo parte fundamental do planejamento de marketing.

Um simples exemplo de persona, seria: “Pedro, 41 anos, casado, gestor de marketing em uma empresa de médio porte.

Possui um perfil analítico, gosta de novidades, é focado em números, gostaria de melhorar a qualificação de seu time, mas não tem muito tempo para fazer isso.

Procura melhorar constantemente os resultados em marketing e deseja fazer da marca uma autoridade no mercado.

Mas, além da falta de tempo, por conta do excesso de tarefas, a empresa também tem algumas limitações financeiras para investir.

A marca, ao reunir essas informações, pode agendar um jantar empresarial com pessoas que possuem esse mesmo perfil, para oferecer soluções às suas necessidades.”

No entanto, criar a persona não é importante apenas para vender seus produtos e serviço, mas também por diversas outras razões.

A importância da persona

Criar a persona de um negócio é fundamental por uma série de motivos, e uma delas é porque esse personagem ajuda a empresa a aprofundar seus conhecimentos em relação ao público.

O público é, na verdade, o primeiro passo para definir a persona, e uma vez que a companhia aprofunda seus conhecimentos sobre essas pessoas, já está mais preparada para criar o seu perfil de cliente ideal.

A organização compreende seus sonhos, suas dúvidas, necessidades, anseios, dentre outras questões muito complexas.

Esse perfil também é importante para que a organização compreenda o valor do seu produto para as pessoas. Ele descreve como é a rotina dos clientes, suas necessidades, dúvidas e outros assuntos pertinentes.

O valor que um produto ou serviço representa na vida de uma pessoa nada mais é do que o espaço que essa solução ocupa no cotidiano do cliente.

A persona ainda mostra quais são os melhores canais de comunicação entre a marca e sua audiência.

Se um fabricante de capa violão acolchoada conhece várias características de seu público, então também sabe os canais que essas pessoas usam para se informar, conversar com os seus contatos e interagir com as marcas.

Da mesma maneira, é esse perfil que orienta as estratégias de produção de conteúdo. Os materiais precisam ter como foco as dúvidas e necessidades da persona, uma vez que o propósito é resolver as dores dentro da jornada de compras.

Muito além de definir os assuntos desses materiais, a persona também orienta quanto a melhor linguagem e tom de voz.

Toda empresa, como uma de instalação tela sacada apartamento, precisa se comunicar da melhor forma com a audiência, usando tom de voz e linguagem compatíveis com as características dela.

Por exemplo, um escritório de advocacia não pode criar seus materiais usando uma linguagem coloquial ou cheia de gírias. A composição do conteúdo precisa ser totalmente focada em quem você quer impactar.

Por fim, criar a persona é considerado essencial para melhorar a experiência do usuário no site institucional.

Muito mais do que permitir ao negócio conhecer o perfil comportamental de seus clientes, essa prática mostra de que maneira eles usam o site da empresa, por onde costumam chegar, como navegam e o conteúdo que mais procuram.

Com base nessas informações, o designer consegue otimizar a navegação, melhorar o layout e inserir todas as funcionalidades necessárias para as demandas dos visitantes.

Mas, como construir uma persona?

Depois de saber o que é e qual é a importância da persona para os negócios, é natural que o gestor queira criá-la o quanto antes. Para facilitar esse processo, listamos 4 etapas fundamentais para esse processo. São elas:

1.    Escrever as suposições

Em um primeiro momento, uma empresa de serviço de limpeza geral deve escrever em um papel os conhecimentos que têm sobre seus usuários.

Faça uma lista com todas as informações que acharem importantes e que podem, de alguma forma, colaborar com a criação da persona.

2.    Pesquisar os usuários

Com base na lista feita na etapa anterior, elabore uma pesquisa com perguntas que serão feitas aos seus clientes.

O ideal é que elas sejam questões abertas ou de múltipla escolha, pois é dessa forma que a organização obtém dados qualitativos e quantitativos.

Também é muito importante fazer perguntas pessoais, além, obviamente, daquelas relacionadas aos produtos e serviços que você oferece.

Não se esqueça de elaborar questionamentos relacionados aos concorrentes, e quanto ao modo de aplicar a entrevista, dentre as principais opções estão o e-mail e o WhatsApp.

Mas nada impede que uma empresa de paisagismo e jardinagem divulgue e coloque a pesquisa em prática nas redes sociais ou em qualquer outro canal que achar melhor.

3.    Analisar os dados

Depois de coletar dados suficientes, chegou o momento de analisá-los, contudo, é importante que esse passo seja bem trabalhado para, de fato, recolher apenas informações boas o suficiente.

É claro que, ao elencar todos os dados obtidos, a quantidade de informação pode parecer muita, mas com um pouco de organização é perfeitamente possível analisar tudo.

Por exemplo, uma empresa de serviço de mudança pode começar a segmentação por meio dos dados demográficos, depois pelos dados comportamentais, e assim por diante.

O ideal é filtrar as particularidades para ter uma imagem clara de quem são os usuários e quais são os principais pontos em comum entre eles. São esses pontos que vão formar o perfil da persona.

4.    Personalizar a estratégia

Depois de analisar todas as informações que coletou, o gestor vai usar as que mais se repetiram para criar a persona do negócio.

Para personalizar ainda mais essa estratégia, muitas companhias usam uma foto e dão um nome para a persona. Isso vai torná-la mais realista e fazer com que tenha uma personalidade muito próxima do perfil de cliente ideal.

Depois que uma confecção de uniforme copeira hospitalar finalizar essa criação, é um momento de compartilhar o perfil com os demais setores do negócio, e assim aprimorar a experiência dos clientes com a marca.

Considerações finais

As estratégias de marketing são muito astutas e inteligentes, e só trazem bons resultados quando são muito bem segmentadas e direcionadas.

As companhias precisam saber quem é o seu público e como é o perfil do cliente ideal, afinal de contas, é para ele que suas estratégias são criadas e é com ele que os vendedores vão argumentar a venda de um produto ou serviço.

Inclusive, criar a persona é fundamental para desenvolver uma solução realmente compatível com as necessidades das pessoas.

A marca conhece tão a fundo seus consumidores, que os clientes têm certeza de que suas ofertas foram criadas para eles.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Direto da Redação

Tudo em Um é um portal de notícia conceituado e de muito valor agregado quando o foco é informar e compartilhar conteúdos de extrema qualidade informativa. Tenha certeza de que está no Portal de notícias certo para consumir conteúdo de qualidade.

View all posts by Direto da Redação →