8 de dezembro de 2022

Compras internacionais: como economizar ao viajar para fora do país?

Organização é o principal fator para viajar com conforto. Veja o que não pode faltar no seu planejamento.

Está pensando em conhecer outro país? Há uma série de itens que precisam ser pensados antes de entrar no avião mais próximo — principalmente a parte financeira. Dependendo do destino, é possível fazer uma viagem internacional mais em conta do que visitando certos destinos do Brasil.

Ter uma conta com cartão internacional facilita bastante, já que o viajante não precisa ligar para o banco solicitando a funcionalidade ou comprando moeda. Porém, há outros fatores importantes a serem considerados antes de ir para outro país. 

Organize suas finanças

Antes de começar a viajar, deixe seus compromissos financeiros pagos. Isso porque uma viagem internacional costuma ser bem mais cara e exige mais planejamento do que um trajeto dentro do Brasil. Segundo, porque a viagem será bem mais proveitosa tendo consciência de que ela não prejudicará outras contas.

Algumas dicas:

  • coloque o máximo de contas no débito automático para não se esquecer;
  • use aplicativos para controlar todas as receitas e despesas do seu orçamento;
  • se o seu CPF estiver negativado, entre em contato com a empresa e solicite um acordo ou veja se algum birô de crédito está oferecendo essa possibilidade

Escolha um roteiro dentro do seu orçamento

Mesmo juntando bastante, pode ser que as passagens para o tão sonhado país fiquem em um valor muito mais alto do que é possível economizar. Portanto, o ideal é escolher um destino que permita uma viagem sem sufocos.

Por exemplo: o sonho de um viajante pode ser ir para a França, que é um dos países mais caros para se visitar dentro da Europa. Porém, o viajante pode ir para Portugal — um dos destinos mais em conta dentro do continente — e aproveitar o tratado de Schengen para conhecer outros países, incluindo a França. 

Novamente, é preciso que todo o trajeto seja feito com planejamento, para que fique dentro das suas possibilidades financeiras.

Outra alternativa interessante é conhecer países da América Latina, que são mais em conta que uma viagem para os Estados Unidos ou Europa. É possível conhecer desde boa parte da história do continente até destinos paradisíacos, e tudo isso sem desembolsar uma fortuna.

Planeje-se com antecedência

Uma viagem internacional não pode ser feita por impulso. Ela exige planejamento, pois há fatores essenciais que precisam ser vistos com antecedência, como o visto e o seguro-viagem. Além disso, dependendo do valor da moeda, o viajante pode ter que comprar em dias de pico, o que pode acarretar prejuízos na viagem. Por isso, assim que decidir o destino da viagem, comece a planejar:

  • quais os pontos turísticos que deseja visitar;
  • se há possibilidade de visitar algum país vizinho e como isso pode ser feito;
  • hospedagens;
  • temperatura média durante o período em que estiver lá;
  • custos com hospedagem, itens de higiene, remédios e roupas, caso haja algum imprevisto.

Conheça as formas de hospedagem

Um dos grandes dilemas do viajante é com a hospedagem. Afinal, é preciso procurar por algo que seja mais em conta, mas que não prejudique a experiência de viagem.

Existem plataformas em que, por um preço mais em conta que o de um hotel, o viajante pode ficar na casa de um habitante local e ter até algumas regalias, como café da manhã e itens de higiene. Além disso, o anfitrião pode ajudar com dicas sobre os melhores locais da região. 

Há também hotéis que oferecem acomodação gratuita em troca de trabalho por algumas horas. 

Economize nas compras

Por fim, é preciso economizar no dia a dia. Até aquele cafezinho, que parece não afetar em nada no orçamento mensal, pode ser uma economia considerável para a viagem.

Isso não significa trocar todos os prazeres diários pela viagem internacional, mas o viajante deve definir suas prioridades. Ele pode trocar saídas mais caras por um delivery ou por passeios gratuitos.

Venda o que não usa mais

Além de economizar, o viajante também pode pensar em maneiras de conseguir mais dinheiro. Uma delas é vendendo itens que estão em ótimo estado, mas que já não fazem diferença na sua rotina. 

Faça um check-up em casa e observe móveis, perfumes, roupas, calçados, acessórios e itens de decoração que estão parados, mas que parecem seminovos. Depois, crie um perfil no Instagram ou use uma plataforma de vendas para divulgar os produtos. É importante que as fotos usadas no anúncio mostrem todos os detalhes (incluindo os defeitos). Além disso, faça uma descrição bem honesta e coloque um preço praticamente irresistível.