8 de dezembro de 2022

Conheça a estética Old Money e como criar looks luxuosos inspirados nesse estilo

Saiba tudo sobre essa tendência que está bombando no TikTok e influenciando a geração Z 

O mundo da moda vive surpreendendo e ressuscitando tendências que muita gente nem imaginava que poderiam voltar com tudo. O Old Money, estética que se vincula aos hábitos de vida de quem tem muita grana, é uma delas e neste texto vamos te explicar tudo sobre o tema.

A tradução da palavra, do inglês, é, literalmente, “dinheiro velho”, uma referência clara ao universo que influencia o estilo. Além das roupas finas, os acessórios, como o relógio feminino dourado e lenços, têm papel relevante na construção desses looks. Vamos falar mais sobre isso a seguir.

Antes, é importante entender a origem dessa estética. Ela se popularizou em países da Europa e nos Estados Unidos, no período da Revolução Industrial, por volta de 1970. De modo geral, é inspirada nas pessoas que acumularam muito dinheiro e, especialmente, nos seus herdeiros, gente que já nasceu rica.

Mais que um estilo, o Old Money é uma estética, que combina com carrões, mansões com piscina e festas cheias de glamour. Não por acaso, quem frequenta esses ambientes nunca deixou de ser visto exibindo elementos que remetem a essa aura de luxo em cada detalhe do visual.

Na moda, o estilo se parece bastante com o preppy, outro termo em inglês que faz referência aos looks vistos nos cursos preparatórios da classe abastada. Algumas séries de TV que fazem sucesso, como Elite, retratam bem o modo que os estudantes ricos costumam se vestir para ir às aulas, como se fossem para um desfile de moda.

Qual é a novidade então?

Embora nunca tenha deixado de ser um clássico entre os mais ricos, o estilo agora ganhou as redes e tem influenciado também os mais jovens, especialmente a geração Z. 

No TikTok é comum ver jovens fazendo as famosas dancinhas, mas muito bem-vestidos. Em outras redes sociais, como o Instagram e o Pinterest, o estilo também faz sucesso entre os influenciadores. E, claro, acaba reverberando entre os seus milhares de seguidores. Esse é um dos motivos de estar tão em alta.

Uma das grandes novidades é que, justamente por ter se popularizado nessa faixa etária, o clássico do Old Money tem ganhado também elementos modernos. Sendo assim, as peças de roupas com cortes e tecidos elegantes, também podem ser combinadas com outras e também com acessórios de outros estilos.

Além disso, o público que se veste inspirado nessas referências não é mais composto apenas de patricinhas e mauricinhos. As peças e acessórios inspirados no estilo também são sucesso em brechós, onde é possível garimpar elementos para se vestir assim sem gastar muito.

Por priorizar itens com mais qualidade, o Old Money também tem se associado, na modernidade, ao movimento slow fashion, que pede uma moda mais sustentável. Afinal, além de durarem mais, a maioria das peças acabou virando clássico, ou seja, atemporal.

Onde ir e o que vestir?

Como é clássico, discreto e elegante, o Old Money pode frequentar diversos espaços, dos ambientes de trabalho à balada. Também já vimos que esse é um estilo que pode ser combinado com outros, na criação de looks que tenham a sua cara.

Fizemos uma lista de elementos e peças de roupa que tem tudo a ver com o estilo para você priorizar na hora de montar suas composições. Uma boa forma é usar um deles como peça chave do seu look e ir acrescentando outras conforme o que você tem por aí. Alguns exemplos:

  • Modelagem de alfaiataria;
  • Blazers;
  • Conjuntinhos em tons claros e pastéis;
  • Blusas soltinhas em uma paleta de cores discreta;
  • Brincos, colares, pulseiras e relógios sofisticados;
  • Lenços, abotoaduras, broches, luvas, chapéus e outros acessórios que acrescentem algo de chique à composição;
  • Sapatos sociais, como o modelo oxford, ou sandálias de salto alto elegantes;
  • Camisas sociais, especialmente em algodão ou seda;
  • Blusas de lã, de preferência confeccionadas artesanalmente;
  • Meia calça.