7 de julho de 2022

Glutamina: Para Que Serve E As Razões Para Suplementar

A glutamina é um dos aminoácidos mais abundantes em nosso corpo e é utilizada como fonte de energia por diferentes tecidos. Confira os principais benefícios da glutamina neste post.

Proteína para massa muscular, cafeína para minimizar a fadiga, colágeno para a derme e articulações. Certos suplementos têm suas principais funcionalidades conhecidas pela maioria da população. No entanto, e quanto a outros suplementos menos conhecidos, eles são menos valiosos? Pelo menos não na situação da glutamina. 

 Verifique neste post o que é glutamina, para que ela serve e as causas da suplementação.

 O que é glutamina?

 Ela pertence aos aminoácidos livres que são mais abundantes no organismo, sendo utilizada como fonte de energia por diferentes tecidos. Sua deficiência pode ser causada por vários componentes, enfraquecendo o manejo de sistemas relevantes do organismo. 

 Para que é utilizada a glutamina?

 As principais funcionalidades da glutamina no organismo continuam relacionadas à recuperação de toda a mucosa intestinal, à recuperação muscular e ao fortalecimento da imunidade.

 4 razões para complementar a glutamina 

1. Barreira contra patologias

 A L-glutamina é a principal fonte de energia para as células da mucosa intestinal, que é considerada uma “parede virtual” e é responsável por até 70% da custódia imunológica do corpo. 

 A glutamina alimenta as células do intestino delgado e do intestino grosso, os enterócitos. Uma vez saudáveis, estas células diminuem a permeabilidade intestinal e dificultam a passagem de organismos responsáveis por patologias, como vírus e bactérias.

 2. Fortalecimento do sistema imunológico

 A glutamina atua para manter a funcionalidade imunológica, servindo como fonte de energia para as células guardiãs do corpo (linfócitos), como precursor de certas citocinas antiinflamatórias (moléculas que desempenham um papel fundamental na regulação do sistema imunológico e na resposta à inflamação e cura) e o mais potente antioxidante do corpo, o glutationa, que está intimamente relacionado à imunidade.

 Equipes específicas, como os indivíduos hospitalizados, também se beneficiam do uso da L-glutamina. Estudos que avaliam a ingestão de L-glutamina têm visto uma diminuição no perigo de infecções, menor permanência hospitalar e, por causa disso, um menor perigo de mortalidade.

 3. Reforço da ação antioxidante

 Uma vez absorvida pelo fígado, a glutamina beneficia a síntese do glutationa, o principal e mais potente antioxidante do organismo. Este aumento é especialmente bem-vindo quando falamos sobre os radicais livres que são gerados em situações de estresse, infecções, feridas e envelhecimento, e uma dieta pobre em vitaminas, minerais e nutrientes.

 A glutamina, ao reduzir o estresse oxidativo e interferir com as citocinas inflamatórias, pode reduzir os danos às células hepáticas e representar uma terapia potencial para a toxicidade hepática, que é o dano causado ao fígado por produtos químicos.

 4. Atletas de Aids

 A glutamina ajuda a aumentar as reservas de glicogênio muscular, ajudando a evitar que o corpo humano queime a massa muscular para produzir energia. Ela diminui a taxa de oxidação do aminoácido L-leucina, o que leva ao aumento da potência na síntese muscular.

 Além da recuperação muscular, a glutamina tem outros efeitos potenciais que são de interesse para os indivíduos envolvidos em ocupações físicas. 

 A suplementação com glutamina evita a produção excessiva de amônia, que é comum durante o exercício físico e está ligada à fadiga. Ela também atenua a resposta inflamatória gerada pelo exercício prolongado e tem atividade cardioprotetora. 

 Também previne o colapso e reduz os danos às células do sistema imunológico associados ao exercício de endurance.

Como tomar glutamina

 Para os atletas, a glutamina pode ser consumida antes ou depois do treinamento. Antes do treinamento, ela reduz a fadiga e aumenta o desempenho. Após o treinamento, ela atua na recuperação muscular. 

 Os indivíduos com problemas intestinais também têm a possibilidade de usá-la, pois a glutamina é um ótimo alimento para as células da parede intestinal.

 Um fato fundamental é: consulte continuamente seu médico ou nutricionista para continuar a orientação ideal para seu corpo humano e suas necessidades.

 Além de descrever o que é glutamina e para que ela é utilizada, é essencial destacar seu desempenho como um suplemento para manter a saúde, o sistema imunológico e o desempenho físico.

 Em conclusão, o corpo humano cria glutamina, porém, em momentos como a recuperação da cirurgia ou o exercício de alta magnitude, a demanda por este aminoácido aumenta. Nesses casos, a suplementação de glutamina pode ser sugerida.

 No final, para melhor utilização, prefira fórmulas de suplemento de glutamina que tenham padrões de qualidade e matéria-prima 100% vegetal.

Direto da Redação

Tudo em Um é um portal de notícia conceituado e de muito valor agregado quando o foco é informar e compartilhar conteúdos de extrema qualidade informativa. Tenha certeza de que está no Portal de notícias certo para consumir conteúdo de qualidade.

View all posts by Direto da Redação →