5 de julho de 2022

4 diferenças entre público alvo e persona

Muitas pessoas me perguntam a diferença entre público alvo e persona. E esta dúvida é totalmente pertinente, visto que os conceitos de ambas são, de certa forma, parecidos. 

E, independente de seu setor, seja ele do ramo de roupas ou de branding industrial, vem com a gente que explicaremos cada uma em detalhes.

1. A diferença fundamental!

Um público alvo é um grupo particular de consumidores para o qual um produto ou serviço é direcionado. Uma persona é uma representação do seu cliente ideal.

Então, não se deixe enganar, público alvo e persona não são apenas nomes diferentes para a mesma coisa. As diferenças podem ser sutis, mas entendê-las é o primeiro passo para adaptar sua mensagem e falar melhor com esse cliente, além de fechar vendas de alto valor para sua empresa.

2. Público alvo é mais focado em informações demográficas

Um público alvo descreve um consumidor específico que se preocupa com seu produto. Normalmente, é mais popular entre empresas B2C do que B2B.

Por exemplo, dentro de uma marca de prospecção industrial o intuito é transformar leads em clientes. E embora seu mercado-alvo seja muito mais amplo – sua missão é melhorar os lucros – a mensagem dessa oferta específica foi adaptada para ressoar com um subconjunto de seu mercado.

Ele tende a se concentrar em informações demográficas, incluindo localização, gênero, idade, estado civil e outras informações sobre o estilo de vida do consumidor. Em outras palavras, molda as atitudes e comportamentos de um grupo específico de pessoas em relação às decisões de compra.

3. Personas são mais usadas para B2B

As personas são mais usadas por empresas B2B, dentre elas a de gestão industrial. Depois de entender os tipos de empresas que se adequam ao seu produto ou serviço, defina os tipos de pessoas nessas empresas que serão mais receptivas à sua solução.

Assim como o público alvo, as personas do comprador devem incluir informações demográficas, psicográficas e comportamentais. No entanto, tendem a aprofundar o papel e a influência que essas pessoas têm dentro de suas marcas, enfatizando seus objetivos e motivações.

4. Personas incluem dados sobre a empresa

O público alvo foi construído para empresas B2C, que visam consumidores individuais e atuam como o único tomador de decisões. No B2B, no entanto, há várias pessoas envolvidas na venda. 

Por isso, é importante entender as relações entre elas, além do poder de compra de cada uma e a forma como as informações trafegam. Pode parecer um tanto desnecessário no início, mas verá o quão importante é cada um desses passos.

Por isso que suas personas devem incluir informações relacionadas à empresa, como cargos, setor, receita anual, número de funcionários e muito mais. 

Essas coisas não são relevantes para vendas B2C. Por exemplo, os profissionais de marketing da Nike não adaptariam suas mensagens com base no cargo, porque pessoas de qualquer função, empresa ou setor poderiam comprar seus tênis.

Após saber de tudo isso, fica fácil inserir no dia a dia de sua empresa cada um dos conceitos, não é mesmo?

Esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenha gostado, comente e compartilhe em suas redes sociais.

Este artigo foi escrito pela equipe do Soluções Industriais.

Direto da Redação

Tudo em Um é um portal de notícia conceituado e de muito valor agregado quando o foco é informar e compartilhar conteúdos de extrema qualidade informativa. Tenha certeza de que está no Portal de notícias certo para consumir conteúdo de qualidade.

View all posts by Direto da Redação →