8 de dezembro de 2022

Principais plataformas de CMS

Saiba quais são as principais plataformas que você pode escolher na hora de criar o seu site e qual é a melhor para o seu caso

Na hora de desenvolver site, muitas dúvidas surgem: “Quanto tempo o projeto vai levar?”, “Será preciso contratar uma equipe?”, “Como personalizar o meu site?”.

E entre essas dúvidas, uma é fundamental: qual plataforma de CMS escolher para montar o meu site? Essa questão pode parecer simples, mas pode mudar totalmente o andamento de um projeto.

De fato, esse é um questionamento muito importante, pois escolher a plataforma correta para o que você busca no seu site vai torná-lo muito mais eficiente e evitar dores de cabeça no futuro.

Se você não conhece esse termo ou ainda não sabe o quanto ele é importante para o seu site, leia esse artigo para entender como escolher o CMS ideal para o seu projeto.

O que é CMS?

CMS (abreviação de content management system) é uma plataforma simplificada de criação, publicação e edição de conteúdos em sites que muitos usam na hora de montar os seus projetos. 

Ou seja, ela atua como uma interface amigável para o dono do site, de forma que ele consiga gerenciar o conteúdo mesmo sem conteúdos aprofundados de programação. 

Muitos sites usam esse tipo de ferramenta pela praticidade que ela pode conferir ao usuário, permitindo que mesmo leigos consigam gerenciar seu conteúdo sem grandes complicações.

Entretanto, existem diversos tipos de plataformas como essa, com vantagens e desvantagens. Por isso, é fundamental saber escolher qual se adequa mais ao seu projeto. 

Leia abaixo informações sobre os principais CMS e suas características.

1. WordPress

O WordPress é, de longe, o principal CMS usado em todo o mundo. Combina praticidade, leveza e possui uma imensa variedade de plugins, tanto gratuitos quanto pagos, para personalizar o seu site.

A vantagem é que você pode deixar o site com a sua cara e adicionar diversas funcionalidades: e-commerce, captação de leads, blog, integração com redes sociais e muito mais.

Entretanto, pode demorar um pouco até usuários leigos se adaptarem completamente à nova plataforma. 

Vale notar que existem duas variações do WordPress: o WordPress.com, que é pago e mais fácil de utilizar; e o WordPress.org, que é gratuito, mas permite muito mais personalização para o seu site.

2. Blogger 

O Blogger é uma plataforma de blogs do Google muito utilizada por aqueles que desejam escrever sobre assuntos que dominam e amam. A vantagem desse CMS é que não é necessário comprar um domínio — ou seja, ele é totalmente grátis.

Entretanto, as opções de personalização no Blogger são muito mais limitadas do que em outras plataformas. Por isso, é uma muito usada por blogueiros e não tanto por quem busca fazer um site para negócios, por exemplo.

3. Wix

O Wix buscou trazer algo inovador para o mercado: com esse CMS, é possível criar um site de forma gratuita através de um sistema totalmente amigável para iniciantes, o que atrai muitos usuários.

Além disso, há uma versão paga do Wix que permite a integração de um domínio e o uso de diversas ferramentas (e-mail marketing, e-commerce, etc.), aumentando ainda mais a sua versatilidade.

Entretanto, essa plataforma não é tão personalizável quanto outras do mercado e os sites podem ficar lentos por causa do sistema “drag and drop” do site caso o usuário não tome cuidado.

4. Shopify

A Shopify é uma plataforma de e-commerce que tem se tornado muito famosa pela sua versatilidade e por ser um CMS completo para pessoas que querem vender produtos online.

Além disso, ela possui integração com diversos serviços de entrega, permitindo que a experiência do comprador seja muito mais fluida — o que pode, no fim das contas, aumentar o lucro do empreendedor.

5. Joomla

O Joomla é um CMS de código aberto e, apesar de ser menos conhecido do que o WordPress, possui diversos plugins para personalizar o seu site como quiser (só que, aqui, eles são chamados de extensões).

Essa plataforma também é conhecida pela otimização de SEO do site. Ou seja: ele ajuda seu site a ser achado no Google de forma mais eficiente.

6. Drupal

Por fim, o  Drupal é conhecido por sua facilidade no gerenciamento de conteúdos para o seu site ou blog, o que pode facilitar muito a vida de usuários novos.

Além disso, ele possui como grande qualidade o elevado nível de segurança que oferece. Muitos o consideram mais seguro que o WordPress e o Joomla, por exemplo.