4 de julho de 2022

Cloud Computing: o que é?

O Cloud Computing, também chamado de computação em nuvem, está por trás da maior parte dos serviços por cadastro disponibilizados na internet. 

Aplicados primariamente por plataformas de conteúdo, a tecnologia se espalha por todo tipo de software. Neste artigo, conheça mais sobre Cloud Computing.

Servidores e máquinas-cliente

A rede mundial de computadores é composta por um conjunto de máquinas que recebem as classificações de servidor ou cliente. O compartilhamento de dados se dá com a transferência de arquivos entre essas máquinas, por meio de solicitações.

Quando o usuário digita o endereço de um site em seu navegador, está enviando solicitações de arquivos HTML armazenados no servidor que hospeda o endereço web, que ao certificar a procedência do pedido, envia o registro que é exibido em tela.

Nestes arquivos podem estar descritas folhas de estilo, marcadores de sessões, instruções para algoritmos de indexação e recursos programados em linguagem front-end ou back-end em caixa de correio inox de embutir, voltados para a automação de determinada tarefa.

Destas relações derivam tudo o que pode ser realizado via internet, seja em dispositivos móveis ou no tradicional computador de mesa, por meio de aplicativos ou navegadores. Este sistema viabiliza desde redes sociais até plataformas de movimentação bancária.

O computador que está sob a custódia do usuário comum é chamado de máquina-cliente e é nesta relação que se baseia o conceito de computação em nuvem. Retornando aos primórdios da web, para usufruir alguns recursos, era preciso fazer um download.

Por meio de links em um site de avaliação de ativos empresariais, esses downloads eram programas que deveriam ser instalados na máquina do usuário, ocupando um espaço de armazenamento crescente, conforme o uso de sua infraestrutura.

Editores de vídeo e texto, softwares de mensagens instantâneas, organizadores de dados e muitos outros recursos eram oferecidos exclusivamente mediante a instalação de arquivos no computador do cliente, estabelecendo conexão on ou offline.

A computação em nuvem transforma esse cenário ao transferir dados para servidores de maneira mais eficiente, dispensando o download de softwares para acessar um recurso, cedendo espaço de armazenamento para usuários comuns.

A tecnologia em nuvem é muito frequente na criação de bases de dados, uma vez que esses recursos são fundamentais para a captação e o monitoramento constante de informações ligadas a marketing, logística e outras áreas para o mundo corporativo.

Para compreender como funciona o Cloud Computing, é necessário considerar as opções de nuvem disponíveis, com características que definem qual a sua melhor aplicação.

Nuvem pública

A nuvem pública é a mais popular para o consumidor comum, estando presente na maior parte das plataformas que empregam esse tipo de recurso. As nuvens públicas são especialmente valiosas quando se trata de operações como o backup de arquivos.

Esse modelo é gerenciado por uma empresa terceirizada e pode ser compartilhado por muitas organizações em vários processos, como na criação de um cadastro online sobre um workshop de carreira para mulheres, por exemplo.

Toda a infraestrutura é armazenada na internet pública e pode ser acessada facilmente por cadastros e autenticações. A nuvem pública é uma proposta ideal quando o objetivo é o barateamento do processo de produção de um aplicativo mobile e afins.

Nuvem privada

A nuvem privada, por outro lado, é um recurso mais recomendado para empresas que possuem contratos mais rígidos quanto à liberação de informação interna. Organizações que dependem da confidencialidade podem adotar esse sistema.

Instalar uma nuvem privada pode garantir maior segurança para os aparelhos que fazem parte da mesma empresa, mas há outras vantagens além desta em um coquetel inauguração. Muitas organizações de TI investem no recurso em busca de: 

  • Maior controle de dados compartilhados na rede interna;
  • Protocolos de segurança adaptados;
  • Produtividade maior nos ciclos de trabalho;
  • Automação mais simples.

Junto à nuvem privada surge a nuvem híbrida, que mistura elementos dos dois recursos na criação de uma arquitetura flexível que atende a um número mais elevado de demandas. É ideal para empresas que lidam com públicos e produtos muito distintos em cada setor.

Contribuições do Cloud Computing

O Cloud Computing é um projeto de otimização da gestão de bancos de dados e informações geradas por Big Data, com efeitos visíveis sobre a qualidade dos softwares oferecidos para empresas e indivíduos.

Atualmente, a prática pode ser reconhecida nas mais diversas formas de produtos digitais, de uso doméstico ou em escala industrial. Assim, a produção de um relógio de ponto digital com comprovante pode armazenar algoritmos em softwares na nuvem.

Sites de indexação de links por palavra-chave usam a tecnologia para captar e guardar dados de acesso, que serão usados nas ferramentas de análise estatística do tráfego online. Muitos algoritmos dependem desses bancos na nuvem para funcionar.

Segurança da informação

A segurança da informação é um desafio que cresce com a expansão da internet na realidade do indivíduo comum. Nesta fase avançada, a experiência virtual não pode mais ser dissociada das atividades mais simples, como a locomoção e o comércio.

A migração de empresas, o surgimento de produtos financeiros digitais, as operações logísticas para instalação de ar condicionado e a multiplicação de redes sociais concentram metade da população mundial online, o que produz dados em escala inédita.

Para captar, armazenar e tratar todas essas informações de maneira precisa e segura, as empresas investem em formas de fortalecer a segurança de seus terminais na web, onde a computação em nuvem é uma das soluções encontradas.

Os servidores são dotados de dispositivos como a criptografia e o blockchain para garantir a confidencialidade e inviolabilidade dos registros, além de prevenir falhas acidentais, causadas por problemas na máquina ou erros humanos não-intencionais.

SaaS 

Sigla para Software as a Service, o SaaS trouxe para o usuário comum um fenômeno já experimentado e testado na indústria de tecnologia. O modelo consiste na oferta de programas computacionais armazenados em um servidor remoto, acessíveis em navegador.

Isso significa que o usuário não precisa fazer download do software em sua máquina pessoal, mas pode acessá-la, a qualquer momento, mediante um cadastro na plataforma. A mudança possibilita o uso da infraestrutura em qualquer dispositivo.

Os serviços de streaming são exemplos famosos de SaaS, plataformas que oferecem acesso ilimitado a filmes e séries mediante pagamento de uma assinatura mensal. O modelo se adapta ao uso mobile da internet, que já representa a maior parte dos acessos.

Muitas marcas ganharam popularidade ao aderir ao SaaS, criando nomes de impacto, facilmente reconhecíveis em uniformes administrativos para empresas. A proposta de negócio também foi oferecida no segmento musical e para edição de mídia.

Sistemas de gestão e banco de dados

Além do SaaS, iniciativas similares como PaaS e IaaS estendem a flexibilidade do software para os ambientes organizacionais, com níveis distintos de acabamento na interface e opções de acesso ao código-fonte e edição de dados.

Platform as a Service” e “Interface as a Service” são ferramentas que facilitam a manipulação de bancos de dados e sistemas de gestão através do acesso a nível mais profundo dos servidores onde estão hospedados, além da expansão de armazenamento.

As empresas ganham maturidade digital, diminuem seus custos de implementação e constroem sistemas de gestão mais dinâmicos, com máxima liberdade para o gerenciamento da plataforma e dos recursos contidos nela.

Vantagens do Cloud Computing

O Cloud Computing é uma ferramenta versátil para as empresas, que pode ser empregada para a criação e aprimoramento de diversos recursos digitais, desde a produção de chatbots para atendimento, até a introdução de machine learning em ambiente industrial.

Ao tratar a computação em nuvem como um sistema de organização de informações internas, uma biblioteca virtual formada por pasta com orelha personalizada para catalogação, as empresas usufruem dos seguintes benefícios:

1 – Redução de custos com hardware

Hardware é o termo usado para definir todo componente físico de um computador. Ao invés de comprar um HD físico para armazenamento de dados, recorrer a um servidor remoto pode elevar a capacidade de retenção de registros de modo mais rápido e barato.

2 – Menor risco de perda e corrupção de arquivos

Por se tratar de um servidor controlado por uma organização altamente especializada, com gravação automática de mudanças nos registros, o risco de perda de arquivos ou corrupção causada por quedas de energias ou interferências físicas no processo cai muito.

3 – Acesso remoto em qualquer dispositivo

Ao transferir bancos de dados para o servidor, o usuário deixa de ser refém de sua máquina pessoal, podendo acessar o conteúdo em sua totalidade por qualquer dispositivo, desde que haja uma conexão à internet e a chave de autenticação adequada.

4 – Maiores opções de privacidade e controle

Especialmente em nuvens privadas, as empresas ganham maior espaço para planejar e instalar sistemas de segurança de dados dentro do trabalho. Posto que as nuvens privadas atuam em redes privadas, os dados gerados estão sob máxima confidencialidade.

Considerações finais

Cloud Computing é um dos avanços decisivos para a expansão da tecnologia digital em outras áreas da vida, para além do entretenimento e funções típicas de outros veículos de comunicação.

Conhecer como funciona esse mecanismo e quais suas vantagens para empresas e pessoas é de grande ajuda na compreensão da gestão de dados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Direto da Redação

Tudo em Um é um portal de notícia conceituado e de muito valor agregado quando o foco é informar e compartilhar conteúdos de extrema qualidade informativa. Tenha certeza de que está no Portal de notícias certo para consumir conteúdo de qualidade.

View all posts by Direto da Redação →