23 de junho de 2024

Conheça o cachorro que inspirou a febre doge

Kabosu tem 17 anos e se tornou um meme famoso após uma foto postada por sua tutora

O dogecoin é uma criptomoeda que surgiu a partir de um meme. Tudo era uma brincadeira, envolvendo uma cachorrinha chamada Kabosu, da raça Shiba Inu. Hoje, o doge compete no mercado cripto e tem o valor de US$ 11,6 bilhões.

Mas e Kabosu, como está depois deste tempo todo? A cadela atualmente tem quase duas décadas, está completando 17 anos e vai ganhar um documentário exclusivo contando sua história de vida.

Uma foto que viralizou

Atsuko Sato, a proprietária de Kabosu, postou uma foto de sua cachorrinha na internet. No clique, o pet está com as patas cruzadas e olha para a câmera com as sobrancelhas levemente levantadas.

A pose engraçada rendeu o famoso meme doge, usado em várias montagens engraçadas. Sato, inclusive, levou um susto ao ver sua companheira canina viralizando no mundo todo. Sua intenção, na época, era apenas postar fotos de seu animal de estimação.

O meme fez tanto sucesso que, quando a dogecoin surgiu para competir com o famoso Bitcoin, não houve como não escolher Kabosu para estampar a imagem da criptomoeda. Para quem não sabe, doge é uma gíria em inglês para a palavra cachorro. 

Kabosu viveu num abrigo de animais

Apesar de agora ser famosa e estar a ponto de ganhar um documentário, a cachorrinha tem uma história de vida triste. Antes de chegar até Sato, viveu em um abrigo para animais com outros cães da mesma raça.

Em 2008 o abrigo fechou e, por mais que alguns cães tenham sido adotados, outros foram sacrificados. Esse seria o destino de Kabosu, mas sua tutora era voluntária no espaço e decidiu adotá-la.

A escolha do nome da cadela também tem uma explicação interessante. Segundo sua tutora, ela achou que a companheira canina tinha um focinho que lembrava muito uma fruta japonesa chamada Kabosu.

A cachorra divide o lar com outros pets

Desde que foi adotada, Kabosu divide seu lar com outros dois pets, os gatos Tsutsuji e Ginnan. Tudo o que sua tutora queria era lhe dar muito carinho e um lar bem diferente do que ela teve enquanto viveu no abrigo.

Como gosta muito de animais, Sato criou um blog em 2009. Seu objetivo era conscientizar as pessoas sobre a compra de filhotes e incentivar a adoção. O blog chegou a ficar entre os mais acessados do Japão e trazia um pouco da rotina dos pets. A foto viralizada, inclusive, fez parte de uma das postagens.

Temperamento diferente

Os cães da raça Shiba tem instintos selvagens e não gostam muito de tirar fotos e ter momentos de interação com seus donos. Inclusive, costumam ser bastante independentes.

No entanto, Kabosu é diferente, muito expressiva, tanto que sua tutora percebeu isso logo depois de levá-la para casa. A cachorra adora ficar perto dela, dos gatos e gosta de fazer poses para as fotos, não é à toa que um desses cliques rendeu o famoso meme doge. 

Direitos de uso do meme

A Comunidade NFT Own the Doge fez uma parceria com o coletivo de arte e cultura Web3, PleasrDAO para a produção do documentário. O coletivo comprou o direito de uso do meme doge em 2021 por US$ 4 milhões em Ethereum e seu objetivo é produzir o “dogementário”.

Kabosu, uma cachorrinha abandonada que virou ícone mundial, está prestes a ganhar seu próprio filme, que já está em produção, sendo dirigido por Jon Lynn. Além da grande protagonista canina, sua tutora e o criador do meme já foram chamados para fazer suas participações no longa.

A equipe criativa envolvida com o documentário deseja atingir um público de massa. Afinal, é uma oportunidade de falar sobre adoção de animais, memes e da própria criptomoeda, tanto que busca por parceiros conhecidos como a Amazon Prime Vídeos e a Netflix.