7 de julho de 2024

Curitiba é considerada uma das principais capitais ecológicas

Taxa elevada de arborização e tratamento de lixo destacam a cidade como exemplo para as demais no país

Com um IDMH (Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios) considerado acima da média em relação ao restante do Brasil, Curitiba atrai quem busca qualidade de vida. Encontrar um apartamento para alugar em Curitiba pode não ser tão diferente de um imóvel em capitais como São Paulo, mas os benefícios compensam. 

De acordo com um compilado do Sebrae de 2021, os hábitos de moradia das pessoas mudaram pós-pandemia. Fatores como acesso a serviços, espaço útil dentro de casa, lazer e revisão de prioridades no dia a dia passaram a influenciar ainda mais a decisão das pessoas na hora de escolher onde morar.

Descubra neste artigo porque a cidade de Curitiba é uma das principais referências quando o assunto é ecologia, equilibrando um intenso cenário urbano com preservação ambiental. 

Harmonia entre concreto e verde

Em grandes metrópoles como São Paulo, a paisagem cinza predomina, compondo desde o asfalto até as fachadas de prédios que encobrem o céu. Em Curitiba, a premissa é que quanto mais verde, melhor. A média de metro quadrado arborizado por pessoa é de 60 m², muito acima dos 12 m² recomendados pela OMS (Organização Mundial da Saúde). 

A diferença é notada não só no visual da cidade, que fica muito mais bonito, quanto na qualidade do ar e na temperatura média em dias quentes. Além do incentivo para que os próprios moradores mantenham áreas verdes em perímetros particulares, a cidade investe em manutenção de parques, praças e bosques, com cerca de 330 mil árvores plantadas em vias públicas.

De acordo com levantamento da Confederação Nacional de RPPNs (Reservas Particulares do Patrimônio Natural), Curitiba possui mais de 65 unidades desses espaços. A adoção desse tipo de ação contribui não só para manter e aumentar o número de áreas verdes preservadas mas também valorizar os imóveis alocados nessas regiões.

Jardim Botânico

Cartão postal da cidade, o Jardim Botânico é um dos redutos de preservação ambiental de Curitiba. Atraindo turistas de todos os cantos do Brasil, o local é frequentemente visitado por habitantes locais, que fazem uso do espaço para atividades que vão desde esportes até ações sociais.

Coleta de lixo tem papel social

Curitiba realiza a Coleta Seletiva de cerca de 22% de todo o volume de resíduos gerados pelos habitantes. O material recolhido pelos serviços de limpeza pública é direcionado à cooperativas, que fazem o trabalho de separar tudo que é reciclável, gerando empregos e circulando a economia local por meio da venda dos materiais que podem ser reutilizados pela indústria. 

O programa Câmbio Verde é um incentivo a mais para os moradores terem como hábito a reciclagem de lixo. A cada 4 kg de lixo reciclável, os habitantes podem fazer a troca por 1 kg de frutas ou verduras em hortifrutis cadastrados. A coleta de óleo também funciona como parte do programa, em que cada 4 litros de óleo usado equivalem a 1 kg de alimento.

Esse tipo de iniciativa beneficia diversos grupos sociais, já que os habitantes com menores faixas de renda ou que trabalham em tempo integral com coleta conseguem maior acesso a alimentos. Para a população como um todo, os benefícios vão desde movimento do comércio local até economia nas compras com comida para o dia a dia.

Bicicleta é um dos principais transportes de Curitiba

Por conta da geografia plana e excelente infraestrutura de ciclovias, Curitiba é uma das capitais que mais fazem uso da bicicleta. O governo local faz investimentos frequentes em melhorias, como novas estações de bikes compartilhadas, ampliação das ciclovias e também sinalização.