7 de dezembro de 2022

O que é IPO?

IPO é uma sigla para Initial Public Offering (Oferta Público Inicial), e diz respeito ao início de uma empresa na bolsa de valores. 

Isso faz com que ela chame a atenção dos investidores, sendo uma oportunidade de aumentar os lucros.

O objetivo de qualquer negócio é crescer e se destacar no cenário em que atua. Alguns não ainda mais ambiciosos e querem conquistar até mesmo o cenário Internacional.

Eles precisam ter o capital aberto e uma possibilidade de fazer isso é investir e obter lucros, que podem ser de curto, médio ou longo prazo.

Toda empresa tem chances de fazer isso, aliás, muitas organizações famosas e respeitadas hoje em dia também já foram pequenas e se expandiram aos poucos.

O grande diferencial delas é que tiveram alguém para conduzir esse processo de crescimento e que soube lidar com as questões financeiras de maneira assertiva e bem resolvida.

Por isso, neste artigo, vamos explicar:

  • O que é IPO;
  • Como funciona;
  • Quais são suas vantagens e desvantagens;
  • Dar algumas dicas de como investir nele.

Visto que trabalhar com dinheiro pode ser um assunto difícil para quem não entende muito bem, principalmente quando se trata do financeiro de uma empresa.

O que é IPO?

IPO representa a primeira vez em que uma empresa disponibiliza ações para a venda na bolsa de valores. 

Portanto, é um momento em que a companhia abre seu capital, negociando os papéis que são vendidos na bolsa.

As organizações que desejam fazer esse tipo de investimento são mais maduras e avançadas, consideradas de grande porte e que conseguem faturar milhões a cada ano.

Quando um fabricante de etiqueta personalizada para roupa se torna IPO, pode comemorar, pois isto é um sinal de que ela está focada na expansão dos seus negócios e que conquistou crescimento sólido.

O funcionamento se dá pela decisão da corporação de se tornar uma empresa de capital aberto, deixando de ser uma companhia limitada e mudando para a sociedade anônima. Isso garante que o processo seja regularizado.

Para aumentar as chances de sucesso, é fundamental contar com um plano de negócios eficiente, bem elaborado e ter uma estrutura financeira sólida e experiente.

Também é fundamental ter uma boa gestão de riscos e um relacionamento próximo com os investidores. O processo costuma ser lento, levando aproximadamente um ano para ser finalizado.

Antes de iniciá-lo é fundamental ter um bom planejamento estratégico e contratar assessores e consultores financeiros.

As auditorias são muito importantes, pois avaliam a realidade da corporação. Assim sendo, é correto afirmar que cada IPO é um processo único, minuciosamente planejado, de alta complexidade e considerando os riscos do tipo de empresa.

Vantagens e desvantagens do IPO

Se um fabricante de box vidro fumê deseja se tornar IPO, demonstra ser uma organização promissora e com grande capacidade de continuar crescendo. E dentre algumas vantagens desse processo estão:

Mais visibilidade para o negócio

A bolsa de valores chama a atenção de muitos investidores, desde aqueles que estão começando agora até os mais experientes. 

Essas pessoas têm como objetivo aumentar o patrimônio em curto, médio e longo prazo.

Ao se tornar IPO, a companhia aumenta a sua visibilidade no mercado financeiro, uma vez que os investidores focam suas estratégias em negócios iniciantes.

Crescimento acelerado

Empresas de capital aberto têm recursos suficientes para expandir seu trabalho, o que aumenta sua atuação e suas proporções. Com isso, constrói-se uma extensa possibilidade de crescimento acelerado.

Muitas companhias buscam o IPO para conseguir esse crescimento e atingir seus objetivos, mas isso depende de um bom planejamento.

Atrai bons profissionais

Negócios que crescem atraem bons profissionais, que agregam conhecimento e inovação aos processos internos. 

Uma empresa de capital aberto consegue oferecer boas oportunidades a essas pessoas, pois tem mais capacidade de negociação salarial.

Os executivos podem oferecer novas ideias para um fabricante de porta de enrolar de alumínio, que vão ajudá-lo a crescer. Atrair os talentos é fundamental para aumentar a competitividade e o valor da corporação no mercado.

Aumenta os lucros

Ao se tornar uma IPO, a companhia passa a fazer parte das operações da bolsa, o que aumenta a captação de recursos. Isso ajuda a aumentar as possibilidades de crescimento e traz mais rentabilidade para o negócio.

Quando as ações se tornam públicas, grandes porcentagens de suas ações são vendidas e isso levanta recursos significativos. Em linhas gerais, é a oportunidade perfeita para evoluir.

Mas, nem tudo são flores, e se tornar uma empresa IPO também tem suas desvantagens.

Processo burocrático e caro

Se um fabricante de cortina blecaute rolo deseja se tornar uma IPO, deve se submeter a um processo complexo, que exige muito planejamento e o apoio de profissionais que entendam o mercado financeiro.

Isso exige um bom investimento, até que a companhia esteja realmente pronta para vender suas ações. Os gestores precisam prestar atenção às questões financeiras para que o desejo de crescimento não se torne motivo de arrependimento.

Perda de controle da empresa

Ao se tornar uma IPO, a empresa não terá mais o controle de seus proprietários, uma vez que os investidores também exercem influência significativa.

Muitos empresários incomodam com a perda de controle da corporação, isso traz muitas dificuldades para a gestão da companhia. 

Assim sendo, antes de tomar uma decisão, é necessário rever esse conceito para se planejar melhor.

Perda de sigilo

Uma empresa de capital aberto está sujeita a apurações, auditorias e regulamentos impostos pela CVM – Comissão de Valores Mobiliários.

Os acionistas também têm o direito de interferir, fazendo com que os detalhes da organização fiquem expostos ao público, inclusive aos concorrentes, o que, muitas vezes, compromete os resultados.

Dependência das ações

Os proprietários de uma empresa de limpeza de carpetes, ao abrir o capital do negócio, podem não receber o dinheiro das ações para eles.

Isso acontece porque os investidores podem exigir que esses recursos sejam aplicados diretamente na companhia, de modo a acelerar seu crescimento.

Mas, mesmo que os empresários fiquem com essas ações, podem ser impedidos de vendê-las. Vendas constantes ou em grandes quantidades podem prejudicar o valor das ações e trazer uma sensação de falta de confiança.

Como investir em IPO?

Para quem deseja investir em uma IPO, existe um passo a passo que deve ser considerado. E suas etapas são:

Escolher uma boa empresa

A primeira coisa que o investidor precisa fazer é escolher a empresa, avaliando o histórico e o demonstrativo financeiro, para ter certeza de que ela é uma boa opção.

Por exemplo, se uma pessoa quer investir em uma grande oficina mecânica Ford, deve acompanhar algumas métricas do balanço financeiro, como o ROI (Retorno sobre os Investimentos), pois ele ajuda a tomar uma boa decisão.

Reservar as ações

Depois de necessário abrir uma conta em uma corretora de valores para reservar as ações, lembrando de que ela deve estar participando desse tipo de investimento.

Informe o valor que deseja comprar, levando em conta a faixa de preço estabelecida.

Mas, tome muito cuidado nessa etapa porque, depois que fizer a reserva, não é possível reverter a situação.

Também é necessário pagar uma parte do valor das ações no ato, para garantir a participação do investidor.

Atentar-se ao preço final

A precificação das ações de um fabricante de cadeira presidente reclinável é feita depois de uma avaliação em relação ao preço inicial e à demanda pelo papel negociado.

O valor definido nesta etapa corresponde ao que precisa ser pago por quem fez as reservas dos papéis.

Analisar demandas maiores

Analisar demandas maiores é verificar se existe uma demanda maior para as ofertas das ações. Se isso não acontecer, a Oferta Pública Inicial talvez não saia.

Iniciar as operações na bolsa de valores

Depois que concluir o IPO, é um momento de iniciar a negociação das ações no mercado secundário.

É importante lembrar que ao fazer isso, uma empresa de motoboy ou qualquer outro tipo de companhia que esteja ingressando na bolsa pode perceber uma variação de preços para cima ou para baixo.

Considerações finais

Transformar a empresa em uma IPO não é uma decisão simples, tanto é que os investidores não garantem que as ações sejam realizadas, assim que o capital é aberto.

É necessário trabalhar com foco em uma análise minuciosa sobre o setor em que o negócio atua e suas próprias características, antes de inseri-lo no mercado acionário.

Quanto aos investidores, esse tipo de investimento não é recomendado para aqueles que estão começando agora. 

Mas, se eles realmente se interessarem por esse tipo de ação, podem conversar com alguém que entende mais sobre o assunto.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.