8 de dezembro de 2022

O que faz um escriturário?

O que faz um escriturário e onde atua

Saiba mais sobre essa profissão e como ingressar na carreira.

A função de escriturário faz parte do dia a dia de escritórios, bancos e órgãos administrativos. A esse cargo são atribuídas funções importantes para o funcionamento de uma empresa, como a conferência de documentos e o atendimento aos clientes.

Recentemente, o concurso Banco do Brasil foi realizado para admissão de novos escriturários, despertando atenção para os cargos. Adiante, traremos mais informações sobre o que faz um escriturário e como ingressar nessa carreira.

O que faz um escriturário?

A profissão de escriturário está relacionada a funções administrativas, entretanto, a especificidade dessas funções pode variar conforme a empresa contratante e seu nicho de atuação.

As designações básicas de um escriturário são o atendimento direto e indireto ao público, conferência de documentos, avaliação e preenchimento de formulários internos da empresa e organização de papeladas referentes aos serviços prestados em outros setores.

Onde atua o escriturário?

A área de admissão de escriturários é ampla, o que coloca a profissão em uma lista de carreiras de alta procura. Os escriturários podem atuar em agências bancárias, escritórios, seguradoras e até mesmo em consultórios médicos.

Qualquer ambiente de trabalho que possua uma área administrativa onde seja necessário executar funções específicas como a organização de documentos ou o preenchimento de papeladas internas pode contar com ao menos uma vaga de escriturário.

Qual a formação de um escriturário?

Por ser uma área de ampla atuação, a formação necessária para se tornar um escriturário também pode variar conforme as exigências da empresa contratante.

No concurso Banco do Brasil, bastava que o candidato possuísse ensino médio completo para pleitear uma vaga. Após isso, a seleção ocorreu por meio de uma prova aplicada em todo o território nacional.

Em outros casos, algumas empresas podem exigir cursos superiores na área de administração. Por isso, é indicado que, ao pesquisar sobre a área de atuação de um escriturário, o indivíduo estabeleça suas metas e se aprofunde na política das principais empresas que deseja integrar.

Como iniciar a carreira de escriturário?

Após coletar as principais informações sobre a profissão de escriturário e suas funções, já é possível se aprofundar na construção de uma carreira na área.

O primeiro passo no mercado de trabalho nem sempre é fácil e isso não seria diferente com essa carreira. Para dar início à profissão de escriturário, é necessário que o indivíduo conclua seus estudos básicos e se informe sobre a necessidade da realização de cursos específicos.

Uma boa opção para quem não deseja ingressar em uma graduação nesse momento são os cursos técnicos em administração. Além de aprender mais sobre as funções internas de uma empresa, ainda é possível adquirir contatos que podem resultar em uma vaga na área.

Para quem busca uma opção com maior estabilidade, é importante ficar atento à abertura de concursos, como o do Banco do Brasil, que oferecem múltiplos benefícios, além da estabilidade profissional.

Qual o salário médio de um escriturário?

O salário na área também pode sofrer variações conforme a empresa contratante e as funções realizadas pelo escriturário em sua rotina de trabalho.

Atualmente, um escriturário recebe, em média, o valor de R$1.800,00 mensais. Essa é apenas uma média, podendo variar até salários superiores a 3 mil reais mensais, como no caso do concurso Banco do Brasil.

Qual o plano de carreira de um escriturário?

Após conquistar uma vaga como escriturário, é possível subir na hierarquia de cargos, construindo a longo prazo um plano de carreira dentro da empresa contratante.

Para isso, o funcionário deve executar as suas funções de escriturário com afinco e atenção, além de se manter atento à possibilidade de concursos internos ou promoções.