20 de junho de 2024

Diferentes ativos anti-aging e seus benefícios para a pele

O retinol é o mais conhecido, mas existem outras opções para quem quer começar a cuidar da pele e prevenir o envelhecimento precoce

Cuidar da pele e protegê-la dos efeitos da idade já é parte do skincare. Não importa qual seja a sua idade, você provavelmente já se preocupa com isso e busca entender o que fazer para prevenir rugas e linhas de expressão.

Infelizmente, não há como deter o envelhecimento natural, mas você pode trazer para o seu dia a dia ativos que ajudam a combater os radicais livres e estimulam a produção de colágeno, como o ácido retinóico. Saiba mais sobre este e outros ingredientes anti-aging que podem ser usados na pele.

Retinol

O retinol é um derivado da vitamina A. Ajuda a suavizar manchas e diminuir linhas de expressão. Além disso, estimula a pele a produzir colágeno e elastina. É muito usado no rosto, com o intuito de melhorar a textura e uniformizar o tom. 

Se for em maior quantidade, deve ser passado apenas durante a noite ou em dias alternados. Outra dica é não se esquecer do protetor solar diariamente quando usa o ativo.

Ácido Hialurônico

Uma substância já presente na pele e produzida pelo corpo. No entanto, conforme a idade avança, o corpo entrega menor quantidade, reduzindo a produção, fazendo as rugas e linhas de expressão aparecerem. 

Sua função é permitir uma hidratação profunda, ainda mais no rosto, estimular a renovação celular e a produção de colágeno. Está em muitos produtos de skincare.

Peptídeos

Feitos de aminoácidos, são classificados em quatro tipos: sinal, carreador, inibidor de enzimas e inibidor de neurotransmissores. 

Como suas funções são bem variadas, um mesmo produto com peptídeos pode estimular a produção de colágeno e elastina enquanto inibe outras enzimas responsáveis pelo envelhecimento da pele.

Vitamina C

É um antioxidante que inibe a ação dos radicais livres e por isso protege a pele do envelhecimento precoce. Pode ser consumido na alimentação, mas os cremes com o ingrediente ajudam também a clarear manchas e estimular a produção do colágeno. 

Como potencializa a ação do protetor solar, pode ser usada a qualquer hora do dia, em formato de cremes ou séruns, mais comumente encontrada no segundo formato.

Óleo de rosa-mosqueta

Como contém ácido retinoico em pequena quantidade, pode ser uma alternativa para quem deseja experimentar os efeitos do retinol. Dentre os benefícios do óleo estão a capacidade de regenerar a pele, restaurar o brilho e, é claro, aumentar a produção natural de colágeno. 

Também funciona como um bom hidratante e pode ser útil para quem busca uma opção mais natural para passar no rosto e corpo.

Ácido Glicólico

Assim como o retinol, também é um derivado da vitamina A. Deixa a pele mais macia e saudável, além de estimular a produção de colágeno. 

É indicado para a prevenção dos primeiros sinais de envelhecimento, apesar de trabalhar nas camadas mais profundas da pele. Trata as agressões do dia a dia e resultantes da exposição ao sol.

Vitamina E

A vitamina E também funciona como um antioxidante e combate os radicais livres. Além de prevenir o envelhecimento, ela ajuda a manter a pele bastante hidratada e costuma ser encontrada nos hidratantes de rosto ou corpo. 

A recomendação é usar aliada a um sérum de vitamina A, para potencializar a ação dos dois ativos e estimular ainda mais a produção do colágeno e da elastina.

Ácido Azelaico 

Encontrado em grãos como cevada, trigo ou centeio, também é produzido naturalmente na pele por meio de uma levedura que ali vive. 

Muito usado no combate a acne, ajuda a deixar a pele mais saudável e combate o entupimento dos poros, ou seja, pode ser um grande aliado na prevenção do envelhecimento precoce.

Ácido Tranexâmico

Usado no combate de sangramentos provocados por cirurgias, visando controlar hemorragias, já aparece nos cosméticos. A ideia é aproveitar sua ação anti-inflamatória para clarear a pele, principalmente no caso das olheiras. 

É usado em formato de sérum e, por impedir a ação da plasmina, responsável por causar inflamação na pele, pode, sim, combater o envelhecimento.