8 de dezembro de 2022

Dia do Homem reforça o crescimento do hábito de “autocuidado” entre o público masculino

Com o objetivo de chamar mais atenção sobre os cuidados com a saúde e o bem-estar masculina, no dia 19 de novembro é comemorado o Dia Internacional do Homem

Novembro é um mês em que as atenções estão mais voltadas para os homens, primeiro por ser o mês em que é realizada a campanha dirigida para a sociedade, em especial ao público masculino, para conscientizar a respeito de doenças masculinas, enfatizando principalmente a prevenção contra o câncer de próstata. Mas além disso, é também o mês em que comemora-se o dia internacional do homem (19 de novembro).

International Men’s Day foi comemorada pela primeira vez em 1999, em Trinidad e Tobago, pelo Dr. Jerome Teelucksingh, professor de História na Universidade das Índias Ocidentais, com o apoio das Organizações das Nações Unidas (ONU). E entre os motivos, além de promover os valores humanitários básicos, a data também procura chamar a atenção para os cuidados com a saúde e o bem-estar masculino.

Ao longo dos anos, a sociedade tem rompido certos tabus e os homens estão cada vez mais aderindo ao mercado da beleza, se preocupando não só com a estética, como com a sua qualidade de vida de forma geral. E percebendo essa mudança de comportamento entre o público masculino, marcas e empresas relacionadas ao mercado de “men care” têm apostado em oferecer produtos e serviços mais personalizados para atendê-los. Temos como exemplo o crescente número de salões de cabeleireiro/barbearia específicos para eles, que além dos serviços de barba, cabelo e bigode, costumam inovar no atendimento e nos “mimos” de complemento.

Indo além da barba, cabelo e bigode

Mas a preocupação deles com a estética tem ido muito além dos penteados imponentes e barbas estilizadas. A busca por procedimentos estéticos, que vão desde os mais simples até as cirurgias plásticas, também já não são mais uma exclusividade feminina. De acordo com dados da SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em um período de 5 anos, a busca dos homens por cirurgia plástica quadruplicou, passando de 72 mil para 276 mil ao ano, o que representa uma média de 31,5 procedimentos por hora.

E se no Brasil os números de cirurgias em homens não para de crescer, no mundo o cenário não fica atrás. Estatísticas da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) mostram que só em 2020 foram realizadas mais de 1,3 milhões de cirurgias plásticas estéticas em homens, o que representa algo em torno de 13,4% do total, em todo o mundo.

Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a cirurgiã plástica Thamy Motoki, fala também tem percebido toda essa mudança de cenário e comenta os procedimentos que costumam ser mais frequentes.

“Esse é um movimento crescente nos últimos anos, facilmente notado nos consultórios de cirurgia plástica. Cada vez os homens estão cuidando mais do corpo, investindo na sua aparência física. Eles estão deixando mais de lado os tabus e tendo mais coragem em transformar o que os incomoda na aparência. No geral, as cirurgias mais procuradas pelo público masculino têm sido blefaroplastia (cirurgia das pálpebras), lipoaspiração e correção de ginecomastia (quando há o aumento das mamas)”, comenta a médica.

A médica ainda explica que apesar dos homens estarem demonstrando mais interesse nos cuidados estéticos, a necessidade de encarar uma mesa de cirurgia para obter o resultado desejado, ainda causa mais preocupação entre eles, do que entre as mulheres. A boa notícia é que para os mais cautelosos, o mercado também já oferece uma vasta opção de procedimentos menos invasivos e que também já estão caindo nas graças do público masculino.

Atuante no mercado da beleza há alguns anos e sendo um grande incentivador do “men care”, Orlando Oliveira também vem acompanhando de perto essa mudança de comportamento e foi exatamente isso que o motivou a criar um espaço exclusivo para os homens: a ELE CARE. O Centro de Estética Masculina idealizado por ele, conta com tratamentos faciais e corporais, inclusive oferecendo os serviços de nutrólogo, nutricionista e orientador físico, além de outros procedimentos como a depilação a laser e terapia capilar.

“Entre os procedimentos mais procurados na ELE, nós temos a aplicação de Toxina Botulínica e Bioestimulador de Colagéno. A Nutrologia também tem uma grande procura, pois temos protocolos injetáveis, o que desperta bastante interesse dos pacientes. E podemos citar a depilação a laser, já que por termos uma máquina extremamente confortável e um ambiente onde o homem sente-se à vontade a procura também tem sido muito grande pelo serviço”, explica Orlando.

O fundador do Centro de Estética que segue antenado sobre as tendências e expectativas do mercado, comenta que o crescimento de procedimentos como a harmonização facial, por exemplo, deve crescer entre 12% e 19% ao ano até 2025. Procedimento que considerando o número de celebridades masculinas que têm aderido, é possível confirmar que também já é um dos preferidos entre os homens. E baseando-se no andamento da ELE CARE, Orlando também consegue afirmar que há um interesse cada vez maior em aderir a mais de um procedimento e manter um cuidado contínuo.

70% dos clientes que costumamos receber, nunca haviam realizado nenhum procedimento estético. Porém, hoje temos uma boa taxa de conversão, com 65% deles voltando a nos procurar para realizar um novo procedimento. Acredito que o fato de oferecer um portfólio de serviço completo, que entrega saúde, beleza e bem-estar em um único lugar, faz com que desperte o interesse de todos os homens, que antes não tinham esse tipo de ambiente para frequentar”, ele conclui. 

Varizes masculinas não deve ser um tabu

Um problema que afeta seriamente os homens são as varizes. E disso pouca gente sabe ou se dá conta. E até mesmo eles acabam deixando passar uma coisa que pode se transformar em algo mais sério, muito além da estética. As varizes são veias superficiais dilatadas e tortuosas, mais comuns nos membros inferiores, que indicam problemas na circulação de retorno. Como a doença é progressiva e gera sintomas leves, o indivíduo pode demorar anos para descobri-la e tratá-la corretamente. Por isso é muito importante observar sempre.

Essa doença ainda é um tabu, e muitas pessoas não buscam tratamento por medo, vergonha ou falta de informação. “As varizes também podem afetar os homens, sim. E muitos deles têm medo de tratar por achar que só cirurgia resolve o problema. Quanto mais demora o cuidado, mas complicado pode ficar o quadro,” explica Dr. Gustavo Marcatto, médico vascular e referência no tratamento com laser para varizes.

Os homens são menos propensos às varizes pela questão dos hormônios, por não engravidarem e por terem uma musculatura dos membros inferiores, naturalmente mais desenvolvidas do que as mulheres.

“A principal causa das varizes masculinas, então, é a hereditariedade, além de fatores comuns ao problema como sedentarismo, obesidade ou o fato de permanecer muito tempo em pé ou sentados”, explica Dr. Gustavo.

Os principais sintomas são: aparecimento de veias azuladas e muito visíveis, agrupamento de pequenos vasos avermelhados, sensação de peso nas pernas; câimbras, inchaço nas pernas, em especial ao final do dia, sensação de pernas ardendo, “Além de afetar a aparência, a doença causa inchaço, dor, cansaço e pode levar a feridas e até trombose”, detalha o vascular.

O que poucos homens sabem, e muitas mulheres já descobriram há algum tempo, é que é possível tratar varizes sem ter que recorrer à cirurgia, repousos ou pós-operatórios longos. O Dr. Gustavo Marcatto conta que o tratamento de varizes pode ser feito com laser usando técnicas modernas, não invasivas e que necessitam de poucas sessões. “As técnicas de tratamento para as varizes dos homens e das mulheres são as mesmas. Cada um com sua particularidade, mas, em geral, mantêm os princípios”, conta Dr. Gustavo.

Ele destaca duas técnicas mais efetivas: a primeira, CLaCS (Cryo Laser & Cryo Sclerotherapy) criada pelo Dr Kasuo Miyake que, guiada pela realidade aumentada, identifica os vasos e utiliza a sinergia entre o laser e a escleroterapia. “É um método seguro que evita em 85% os casos de cirurgia eliminando as varizes e os vasinhos e sem necessidade de internação ou repouso”, pontua Dr. Marcatto. A segunda é mais específica para varizes grossas e a veia safena. “Antigamente para tratá-la era preciso fazer cortes na perna e ficar mais de 30 dias de repouso. Hoje, com o Endolaser não há necessidade. O paciente realiza o procedimento na própria clínica e volta para casa andando”, descreve Dr. Gustavo.