4 de julho de 2022

Quais são os tipos de drogas

Quais são os tipos de drogas

As drogas são substâncias lícitas e ilícitas que tem a função de provocar algum efeito colateral no corpo e na mente, seja as drogas com prescrição médica ou por vício. Por diversas vezes as drogas são procuradas para causar sentimento de bem-estar, felicidade, coragem e alegria. Os efeitos que todos procuram nas drogas é momentâneo, e poderá trazer consequências a longo prazo prejudiciais à saúde física, mental, emocional e profissional.

As drogas podem causar problemas ao fígado, pulmão, coração, cérebro e diversos problemas de saúde. Com o uso das drogas no corpo, o adicto poderá desenvolver a overdose. Overdose é o excesso de substâncias no corpo, podendo matar 200 mil pessoas por ano de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

Drogas e suas classificações

As drogas podem ser classificadas em três formas, veja abaixo:

Drogas naturais: É a extração de substâncias por meio de plantas que tem a função de alterar efeitos psíquicos da mente humana, como: maconha, chá de iboga, ayahuasca, ópio, cogumelos, chá de trombeteira e etc.

Drogas sintéticas: As drogas sintéticas são produzidas em laboratório, como: LSD, ecstasy, anfetamina, anabolizantes, quetamina, inalantes, poppers, GHB.

Drogas semissintéticas: São produzidas a partir de drogas naturais, podendo ter interferências na produção em laboratórios, como as drogas: cocaína, haxixe, maconha modificada, codeína, crack, morfina, heroína e dentre outras.

Drogas e seus efeitos

As drogas podem ter efeitos variados no sistema nervoso central de cada consumidor que faz o uso de determinado tipo de droga. Veja as três variações das drogas no corpo:

Drogas depressoras: Menor capacidade de concentração e raciocínio, sonolência, calma, tranquilidade, lentidão.

Drogas estimulantes: Sensação de euforia, energia, falta de apetite, aumento na frequência cardíaca, sentimento de poder.

Drogas perturbadoras: As drogas perturbadoras têm a função de causar a alucinação do indivíduo, alterando a forma pelo qual o adicto enxergue o tempo, espaço.

As drogas mais usadas por brasileiros

Em território brasileiro o narcotráfico cresce gradativamente, em meio a pandemia de 2020 a comercialização foi modificada para que o campo não fosse afetado. De acordo com a diretora-executiva do UNODC, Ghada Waly “A menos percepção dos riscos do uso de drogas tem sido associada a maiores taxas de consumo de drogas. As descobertas do Relatório Mundial sobre Drogas 2021 do UNODC destacam a necessidade de fechar a lacuna entre percepção e realidade para educar os jovens e salvaguardar a saúde pública”. Veja quais são os tipos de drogas:

Drogas lícitas:

  • Álcool: O álcool é a droga lícita mais consumida no Brasil, podendo trazer problemas, como: cirrose, desnutrição, hepatite alcoólica, ansiedade, depressão, gastrite, problemas cerebrais.
  • Fumo: O tabaco é a segunda droga mais consumida, conhecida como o cigarro. Problemas como: câncer em diversas partes do como no pulmão, estômago, leucemia e etc. Problemas pulmonar, asma ou bronquite, problemas cardiovasculares, osteoporose e dentre outras doenças.
  • Medicação prescrita por médicos: São medicamentos com autorização médica.

Drogas ilícitas:

  • Maconha: A maconha é a droga ilícita mais consumida, tendo como consequência: sensação de desânimo, humor instável, aumento no apetite, problemas pulmonares, problemas cerebrais.
  • Crack: As consequências do crack é problemas no coração, pulmão, doenças psiquiátricas, intoxicação cerebral, músculos esqueléticos, desnutrição podendo levar o consumidor até a morte.
  • Cocaína: Problemas como delírio, problemas gengivais, doenças psiquiátricas, problemas cardíacos, insônia, náuseas, euforia, agressividade, perda de controle.
  • Drogas injetáveis: As drogas injetáveis podem ser muito consumidas por profissionais da saúde, problemas como infecção, lesões graves a saúde e bactérias.
  • LSD: Problemas como delírios, confusão mental e alucinação é comum para quem usa, problemas de saúde como: insônia, sudorese, aumento da frequência cardíaca e etc.
  • Drogas inaladas: Pode gerar agressividade, delírios, intoxicação cerebral, alucinações, tremores, perda do controle, lesões do fígado e dentre outros.
  • Ecstasy: Problemas como dores no corpo, tremores, náuseas e etc.
  • Heroína: Essa droga pode trazer consequências como infecção, e poderá lavar a morte do adicto.
  • Quetamina: Problemas na respiração, alucinações, vômitos, amnésia e dentre outros.
Como procurar por ajuda?

A dependência química é uma doença crônica progressiva que não tem cura, mas que pode ser tratada com ajuda de profissionais qualificados. Apenas em clínicas de recuperação o adicto fará uma recuperação segura e responsável com a ajuda de profissionais como médicos psiquiatras, enfermeiros, supervisores, nutricionistas e psicólogos. O Grupo Aliança pela Vida pode ajudar o dependente químico a encontrar uma clínica de recuperação que melhor se encaixe a ao adicto.

Direto da Redação

Tudo em Um é um portal de notícia conceituado e de muito valor agregado quando o foco é informar e compartilhar conteúdos de extrema qualidade informativa. Tenha certeza de que está no Portal de notícias certo para consumir conteúdo de qualidade.

View all posts by Direto da Redação →